top of page
Buscar

Ruptura do Tendão Distal do Bíceps: Entenda e Trate com Especialistas

Definição de Ruptura do Tendão Distal do Bíceps

A ruptura do tendão distal do bíceps é uma lesão onde o tendão que conecta o músculo do bíceps ao antebraço, próximo ao cotovelo, é parcial ou completamente rompido. Essa lesão geralmente ocorre de forma aguda, resultando na perda da conexão normal entre o músculo e o osso.


Fatores de Risco

Os principais fatores de risco para a ruptura do tendão distal do bíceps incluem:

  • Atividades que exigem levantamento de peso ou movimentos bruscos de flexão do cotovelo sob carga.

  • Envelhecimento, que pode levar ao desgaste gradual do tendão.

  • Uso de esteroides anabolizantes, que podem enfraquecer os tendões.

  • Tabagismo, que está associado a uma diminuição da qualidade do tecido tendíneo.


Sintomas Comuns

Os sintomas incluem:

  • Dor súbita e intensa no cotovelo.

  • Um som de estalo no momento da lesão.

  • Inchaço e hematomas na parte frontal do cotovelo.

  • Fraqueza ao flexionar o cotovelo ou ao girar o antebraço.


Diagnóstico

O diagnóstico é feito com base no histórico do evento traumático e exame físico. Exames de imagem, como ultrassonografia ou ressonância magnética, são utilizados para confirmar a extensão da ruptura e para planejar o tratamento adequado.


Opções de Tratamento

O tratamento pode ser conservador ou cirúrgico:

  • Tratamento Conservador: Indicado para pacientes de baixa demanda funcional e envolve repouso, fisioterapia e uso de medicamentos para dor.

  • Tratamento Cirúrgico: Recomendado para pacientes ativos e aqueles que requerem plena recuperação da força do bíceps. Como especialista em cirurgia de ombro e cotovelo, tenho ampla experiência em procedimentos cirúrgicos para reanexar o tendão rompido, utilizando técnicas que visam restaurar a função ótima e minimizar o risco de recorrência ou complicações.


Recuperação e Complicações

Após a cirurgia, o paciente normalmente passa por um período de imobilização seguido de reabilitação cuidadosamente planejada para recuperar a força e a mobilidade. Complicações são raras mas podem incluir infecção, lesão nervosa ou rigidez do cotovelo.


Conclusão

Se você sofreu uma ruptura do tendão distal do bíceps, é importante buscar tratamento especializado para garantir a melhor recuperação possível. Com minha especialização em cirurgia de ombro e cotovelo, estou preparado para oferecer a você tratamentos avançados que restauram a funcionalidade e ajudam a retomar suas atividades normais.


Agende sua consulta presencial ou teleconsulta e comece seu caminho para a recuperação hoje mesmo. Não deixe uma lesão no tendão distal do bíceps comprometer sua qualidade de vida.


*Este artigo é fornecido para fins educativos e informativos e não substitui o aconselhamento médico profissional. Para um diagnóstico preciso e tratamento adequado, consulte sempre um especialista.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page